Importante: Tire o relógio do quarto do bebê!!!

Em 12/07/2017 , Comments

Por quanto tempo o bebê deve ficar no peito?

Será que meu bebê mamou o suficiente?

Quanto tempo o bebê tem que ficar em cada peito?

Se você está gestante ou é mamãe e já amamentou com certeza essas dúvidas, por algum momento já passaram por sua cabeça.

Eu sempre brinco com as mães que toda mama de mulher que amamenta deveria ser transparente e graduada.

Como muitas de nossas mães não tiveram uma referência de amamentação, elas não tem como nos ensinar esse padrão. O que nos é passado é um padrão de mamadeira. Só que a amamentação no peito é bem diferente. Na mamadeira, você coloca 90ml e se ao final da mamada ela estiver vazia, certamente podemos concluir facilmente que o bebê mamou 90ml de leite.

No peito também temos a tendência de procurar uma referência e, como é praticamente impossível saber a quantidade que o bebê mamou, ficamos presas em tentar tangibilizar isso pelo tempo de mamada.

Infelizmente, o tempo de mamada é referência usada tanto pelas mães, como pelos próprios profissionais de saúde.

Não é incomum eu receber uma mãe, que foi orientada por um profissional, a dar de mama 15 minutos em cada peito.

 

Para amamentar é preciso confiar em sua capacidade de produzir leite.

Orientações sobre tempo de mamada faz com que a mãe perca a confiança em sua capacidade de amamentar e se sinta por muitas vezes insegura por achar que não está fazendo direito.

amamentação-img2

Uma vez eu fui acompanhar uma família na amamentação e quando cheguei na casa eu vi a recém-mamãe sentada na poltrona de amamentação que estava virada de costas para a porta do quarto. Só então percebi que ela virou a poltrona para ficar em frente ao relógio do quarto do bebê. Então, eu perguntei à ela se sempre ficava amamentando e contando o tempo no relógio. Ela então me mostrou uma planilha com todos os horários, impecavelmente anotados.

Estudos já provaram que marcar no relógio o quanto o bebê mamou é um erro terrível, que só gera confusão na mãe, prejudica o bebê e pode colocar em risco a amamentação.

Cada bebê é único e possui necessidades diferentes. Cada bebê tem um ritmo de mamada e a cada momento do dia também tem um ritmo diferente.

A livre demanda na amamentação

Para a amamentação dar certo, e para se manter uma produção de leite adequada para o sustento do bebê, a amamentação deve ser praticada em Livre Demanda, isto é, o bebê é quem controla o tempo da mamada. Significa que ele vai mamar na hora em que sentir fome ou vontade, sem horários pré-determinados. O tempo da mamada vai depender do ritmo do bebê, do quanto a mama produz de leite e também do tamanho da fome naquele momento. O bebê vai mamar até ficar satisfeito. Por incrível que pareça, os bebês tem um reflexo de autoregulação invejável e se isso foi respeitado desde cedo, pode ser uma prevenção de obesidade no futuro.

Como saber se o bebê mamou o suficiente?

O mais importante para saber se o bebê está satisfeito, depende de um ingrediente que não pode faltar, a observação.

amamentação-img3

Observar seu bebê, entrar em conexão com ele durante a mamada, sem distração com internet, celular, tv, conversas com visitas é essencial para uma amamentação de sucesso. Estar atenta em como o bebê se comporta do início até o final da mamada pode “salvar” sua amamentação. E no comportamento do bebê que você encontrará respostas.

Para que seu bebê faça uma boa mamada é importante que ele esvazie a mama para atingir o leite mais gorduroso, não importa o tempo que ele leve para isso. Como já falamos, tempo não é referência. O bebê pode ficar mais de uma hora no peito e não estar conseguindo chegar ao leite gordo, e por isso não ganha peso suficiente. Assim como alguns bebês mamam efetivamente e em 15 minutos podem conseguir esgotar a mama. Quanto mais errada a pega, maior o tempo da mamada e mais ineficiente será a extração de leite. O bebê fica um tempão na mama e quando se tira ele chora.

Quanto mais correta a pega, naturalmente o bebê mama mais rápido, porque ele mama quase que continuamente.

Eu fiz um vídeo sobre isso, se você não assistiu, recomendo que assista logo abaixo.

 

Como observar o bebê e quais os sinais de saciedade.

O leite do inicio da mamada é um leite mais “aguadinho” e isso não significa que não seja um leite bom. Ele é perfeito para suprir as necessidades de hidratação e possui fatores imunológicos incríveis.

Observe que quando o bebê inicia a mamada, ele está, geralmente agitado, mexendo as perninhas, batendo os braços, com a testinha tensa e as mãozinhas fechadas. No meio da mamada, na fase da proteína, ele já começa a dar sinais de relaxamento. Conforme a mamada vai se transcorrendo e chega a fase da gordura, o bebê se apresenta completamente relaxado. A mamada fica mais lenta, o bebê fica com os braços moles que se você levantar ele cai sozinho. Até o ponto de largar a mama espontaneamente e serrar a boquinha.

Dessa forma, podemos perceber o porque que o tempo não pode ser uma referência confiável.

Por isso, tire o relógio do quarto do bebê, para não ter a tentação de ficar olhando para ele.

Olhe para seu bebê, sinta-o.

Você pode ajudar seu bebê a fazer uma mamada efetiva e chegar a esse leite que engorda. Porém, antes de ensinar é preciso aprender as técnicas corretas. Aprender para ensinar é um lema que dá certo na amamentação.

Procure informações confiáveis.

Comece participando das nossas aulas abertas aqui do Sintonia de Mãe.

E se você está grávida, não deixe passar essa oportunidade. Assim, quanto mais informações, mais segura você ficará na hora de amamentar.